• “A sorte também dá trabalho”

    Entrevista a Ana Borges, Vice-Presidente das Aldeias SOS.

    A-sorte-tambem-da-trabalho-1-omniagirls

    Em todo o mundo, é hoje assinalado o Dia Humanitário. Porque não ficamos indiferentes, entrevistámos, a vice-presidente das Aldeias SOS. Ana Borges é designer de interiores, mas é na conjugação da arte da decoração com a mestria dos abraços que gere o seu dia-a-dia. Ligada há 11 anos a este projecto, acredita que dar aos outros é, acima de tudo, uma forma de estar na vida. A força que transmite e a sua expressão no olhar inspiram: Ana Borges lembra-nos que, apesar de todos querermos atingir o sucesso, "a sorte também dá trabalho", mas que as suas recompensas valem o caminho percorrido. Entre conversas de longas horas e burocracias necessárias, as Aldeias SOS ajudam muitas crianças diariamente. E foi precisamente por saber como as pequenas coisas fazem a diferença que a OMNIA lançou uma colecção solidária e que hoje, está prestes a lançar uma nova linha. Em breve, todas as novidades estarão por aqui…

    Fique atenta, vamos revelar tudo em breve!

    Faz parte do projecto das Aldeias SOS. Como chegou até aqui?

    Eu fazia voluntariado numa casa de acolhimento temporário

  • O dia dos pequenos gigantes!

    Todos já passámos por aquela fase em que tudo é motivo para rir, todos os momentos são bons para brincar e onde não há nada que nos tire a energia! Essa fase em que a felicidade estava num baloiço, num gelado gigante, ou numa ida ao jardim zoológico!

    Quem é que não gostava de poder voltar a ser criança, nem que fosse só por um dia? Temos uma novidade para ti: hoje podes!!! É o dia da criança e o hoje podes saltar, dançar, rir, sem qualquer censura! Aproveita para brincares com os teus filhos, primos, ou uma criança que encontres na rua.

    Como todas as Omniagirls têm uma criança dentro delas, a OMNIA oferece uma série de colecções que te podem fazer sonhar.

    Para esta ocasião sugerimos a colecção Sweet, a Wild, Life, Sky e Bold Kids. Com pequenos apontamentos, como o espírito santo, as libelinhas, as medalhas coração ou a bailarina.

    Não te esqueças do nosso conselho: hoje tira o dia para rir, dançar e brincar!!! :)

  • Ana Romero

    A designer Ana Romero escapou à Arquitectura e encontrou no Design de Comunicação o caminho para a sua grande paixão – Padrões! É ambiciosa e por cada objectivo concretizado, nasce outro por realizar: não há tempo para olhar para trás. Ir viver para Nova Iorque mudou a sua vida e abriu-lhe um mundo de oportunidades. Já poderás ter visto as suas capas na série Gossip Girl, por Blake Lively. Começou a colaborar com a OMNIA com o objectivo de dar mais cor a uma colecção e o balanço é sem dúvida muito positivo.

    ana-romero-1-omniagirls

    A sua ligação com o Design já vem desde a sua infância?

    Gostava muito de brincar com tecidos e entrava em imensos concursos de desenhos. Mas a maior influência foi mesmo a minha avó. Ela trabalhou como costureira e ensinou-me o que sabia. Eu passava muitos Verões com ela e começou a ensinar-me desde os seis, sete anos. Era dos meus passatempos preferidos, fazer coisas para as minhas bonecas. E sempre gostei muito de moda, era o curso que queria fazer: Design de Moda. Mas os meus pais não gostaram nada da ideia e não tive capacidade para contrariar isso.

    Por que é que não gostaram da ideia?

    Por não ter muitas saídas profissionais, por não ter garantia de um emprego estável. O meu pai preferia que tirasse um curso

  • Smile, you’re designed to

    Olhos semicerrados, maçãs do rosto para cima e dentes visíveis... É o gesto mais universal de sempre: o sorriso!

    Quantas vezes estás a ter um dia menos bom e és salva pelo sorriso de alguém que se dirige a ti? E tu, será que sorris todas as vezes que podes? Hoje é o dia mundial do sorriso e, como somos apologistas de sorrir a toda a hora, queremos que te deixes de desculpas e que sorrias e faças sorrir!

    Apesar de ser um gesto inato e genuíno, o sorriso é uma das formas mais simples de relativizarmos o que se passa à nossa volta. Podemos estar com mil e uma coisas a acelerar dentro de nós, mas se fizermos uma pausa no nosso dia para pensar naquilo que nos torna felizes, rapidamente, vamos sorrir e entrar numa dimensão muito mais animadora.

    E essa é a filosofia do sorriso: não há regras nem limites. :)